sábado, 7 de janeiro de 2017

#MeuCaldeirão: Livro "Angélica"

Lygia Bojunga é aquele tipo de escritora que escreve livros infanto-juvenis repletos de lições e reflexões valiosas para todas as idades.
Recentemente, tive o prazer de reler Angélica, um livro que devo ter lido pela primeira vez lá pelos meus 10 anos. E, devo confessar, me surpreendi.
A história é fofa, o enredo é simples mas a crítica social é FODID@. Claro que eu não tinha consciência disso quando estava na quarta série, mas ao reencontrar esse livro 10 anos depois da primeira leitura, minha admiração por essa escritora só aumentou.

“Quando você não quer mais ser o que você é – dá pra mudar de pele?
Quando você não se conforma com o jeito que a sua família vive – dá pra mudar o jeito?
E quando você não arranja emprego – dá pra inventar um?
Se você tem que vender um pedaço de você mesmo pra sobreviver – dá pra ficar de bom humor?”

   A história começa com o nascimento de Porco e suas primeiras experiências. Na escola, Porco começa a sofrer bullying, pelo simples motivo de ser quem ele é: um porco. Seus colegas dizem que vida de porco é uma "porcaria", que ele vai ser sempre um porco - como se o fato de ser porco fosse um defeito, uma maldição.
Cansado de tentar explicar que ele não tem culpa de ter nascido porco, Porco muda o seu nome para Porto, arruma um emprego e tenta recomeçar a vida.
É então que ele conhece Angélica, uma cegonha talentosa e esperta que traz consigo uma enorme confusão devido às imposições da própria família.
Juntos, Angélica e Porto decidem escrever e encenar uma peça sobre a vida e a família da jovem cegonha.

“E lá se foi Porto, entrando cada vez mais dentro da noite, brigando cada vez mais forte com as sombras todas que apareciam em volta dele.
Brigou até cansar. Aí foi pra casa e dormiu.”

Com uma escrita simples, divertida e muito criativa, o livro de Lygia Bonjuga faz uma crítica inteligente e muito pertinente ao machismo, ao preconceito racial e à desigualdade social.
Depois dessa experiência, fiquei curiosa para reler outros livros dessa autora, que foram tão significativos para a minha formação como leitora.

Título: Angélica
Autora: Lygia Bojunga
Gênero: Ficção / Infanto-juvenil
Editora Casa Lygia Bojunga, 155 páginas

Links para compras: Submarino / Americanas / Saraiva

3 comentários:

  1. Hey, há tanto tempo que não vinha aqui. Ainda bem que o blog continua fofo e feliz.

    "Juntos, Angélica e Porto" - Porto ou Porco? Não li o livro :\
    Lembrou-me aquele desenho animado, "Cat Soup" - parece que alguém o partilhou completo em https://www.youtube.com/watch?v=FOTasxTJXGM

    À questão "Que outras desconstruções sociais será que vou encontrar?", poderíamos responder, acho, que tudo o originalmente escrito por Esopo, provavelmente também leste esses clássicos em criança.

    ResponderExcluir
  2. Hey Giovanna \('-')/ atualize o outro Blog Pfvr!!! Tô esperando o fim de "A sétima encruzilhada" á tempos.. Te imploro!💙

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lohanne.
      Está nos meus planos retomar "A Sétima Encruzilhada" em breve :)
      Obrigada pelas visitas!

      Excluir